Como verificar se um carro tem seguro através da matrícula?

Há uma forma bastante simples de verificar se um veículo tem Seguro Automóvel, através da sua matrícula. Para o efeito, basta consultar o seguinte endereço, do Instituto de Seguros de Portugal (ISP):

Logo que aceda à página do Instituto de Seguros de Portugal, deve apontar o número da matrícula do carro cuja informação pretende confirmar. Aparecer-lhe-ão então os dados relativos ao nome da seguradora, da data de início da apólice e do número da mesma, caso o carro esteja segurado.

Qual a utilidade desta ferramenta?

É um endereço muito útil, designadamente para os casos de sinistro em que o condutor bate e foge. Perante uma situação destas, e caso tenha registado a matrícula do veículo, pode confirmar no link do Instituto de Seguros de Portugal (que apontamos acima) se o carro está associado a um Seguro Automóvel.
Nestas situações de fuga, o mais provável é que o responsável não tenha um Seguro válido para o seu automóvel. Se assim for, poderá poupar tempo e dinheiro, tratando de accionar de pronto o Fundo de Garantia Automóvel que se substitui aos culpados de acidentes que não tenham Seguro, na componente da Responsabilidade Civil.
Nas situações em que se confirma que o autor do sinistro, que fugiu, tem um Seguro Automóvel válido, deve contactar de imediato a sua seguradora, a seguradora do causador do acidente e as autoridades. Deste modo poderá agilizar todo o processo, designadamente se estiver em causa uma seguradora comum. A companhia poderá tratar de resolver a contenda com um acordo entre as partes.
Não deve é esperar que a seguradora do responsável pelo acidente lhe indique os dados do seu cliente, pelo número da apólice do mesmo. As companhias têm o dever de salvaguardar a privacidade dos seus clientes e só darão esses dados às autoridades perante uma queixa oficial formalizada e um processo judicial em curso. De resto, a própria seguradora do causador do acidente é parte interessada no caso – neste caso, não estando minimamente interessada na responsabilização do seu cliente, o que acarretaria custos para a companhia.
Deve perceber que a informação que pode obter, através da matrícula da viatura, no site do Instituto de Seguros de Portugal, não lhe vai resolver à partida o problema. Pode ter que continuar a persistir na sua busca pela responsabilização plena do autor do sinistro. Se tiver testemunhas do acidente, além de si próprio, o caso poderá ser mais fácil para o seu lado. Já não será apenas a sua palavra contra a do condutor culpado, e ganhará força a sua teoria.
De qualquer dos modos, a responsabilização do autor de um acidente exige outro tipo de dados periciais, que caberão às autoridades policiais e/ou às seguradoras envolvidas.
O ideal mesmo é não cair neste tipo de azares! Mas se acontecem, quando acontecem, é conveniente saber como agir e deter o maior número de dados possíveis ajuda sempre. Mesmo que não possa fazer nada com eles, de forma isolada. A não ser que tenha um amigo bem colocado e que lhe possa contar mais do que devia…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>